A História das Paradas de Segurança

 

Hoje, paradas de segurança são uma prática comum. Cada mergulhador sabe que antes de subir, deve-se parar aos 5 metros por 3 minutos para ajudar a exalar o nitrogênio absorvido durante o mergulho. A parada de segurança não só retarda a liberação de nitrogênio, o que reduz o risco de doença de descompressão, mas também lembra mergulhadores para olhar para os obstáculos que podem estar no caminho de sua ascensão.

 

As paradas de segurança não eram uma prática comum. Aqui está um breve histórico da evolução das paradas de segurança e como são as recomendações atuais.

 

1970

 

Muitas das práticas que os mergulhadores recreativos usamos hoje veio de mergulhadores militares. A velocidade de subida de 18 metros / 60 pés por minuto começou com a Marinha dos Estados Unidos como um compromisso entre mergulhadores livres de combate e as necessidades do capacete de segurança de mergulho do tipo comercial. Mais recentemente, a Marinha revisou isto para um ritmo mais lento de 10 metros / 30 pés por minuto. Andrew Pilmanis realizou um dos primeiros estudos sobre as paradas de segurança em 1974, examinando as taxas de subida e formação de bolhas em mergulhadores.

 

1980

 

O lançamento da Recreational Dive Planner em 1988 introduziu as paradas de segurança para um público mais amplo. Este passo, junto com a campanha PADI "S.A.F.E. Diver ", foi uma grande ajuda na educação de mergulhadores.

 

1990

 

Em 1994, um estudante de pós-graduação Donna Uguccioni escreveu sua tese de mestrado em paradas de segurança que expandiram-se no trabalho de Pilmanis a partir de 1970. Seu estudo usou exames de Doppler para determinar que os mergulhadores que praticam paradas de segurança têm menos formação de bolhas em sua corrente sangüínea do que aqueles que não o fazem. Tudo isso, combinado com a popularidade dos computadores de mergulho, continuou a consciência da importância das paradas de segurança.

 

2000s

 

Hoje, é bem conhecido que as paradas de segurança são benéficas para todos os mergulhadores. A maioria dos mergulhadores não sonharia em não fazer uma parada de segurança. Computadores de mergulho agora lembram mergulhadores para fazer uma parada de segurança. Esta prática simples melhorou a segurança do mergulho de várias maneiras. É surpreendente perceber que não era prática comum há 30 anos atrás.

© 2014 - 2020 criado por Eric Meyer - Todos os direitos reservados.